Portal do SERPRO

Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Entrada Notícias antigas Notícias 2004 Benefícios: Trabalhador recebe carta de concessão pela internet
Acções do Documento

Benefícios: Trabalhador recebe carta de concessão pela internet

Moisés de Castro Viana não esperava a aposentadoria tão rápido. O eletricista Moisés de Castro Viana, 65 anos, recebeu ontem, enquanto visitava o estande do INSS na Semana Interna de Prevenção a Acidentes do Trabalho (Sipat) da Petrobras, a notícia de que estava aposentado.

Segundo Moisés, a notícia no evento foi um acontecimento imprevisto que lhe proporcionou uma emoção inesperada porque, apesar de haver dando entrada no pedido de aposentadoria há pouco mais de um mês, não estava esperando que o resultado saísse tão rápido e, muito menos, que fosse informado da concessão na própria empresa.

A Carta de Concessão e a Memória de Cálculo referente ao benefício do eletricista foi obtida por meio do PREVNet, página da Previdência Social na internet(www.previdencia.gov.br). O endereço eletrônico apresenta um conjunto de serviços e informações, como inscrição do contribuinte individual, facultativo, empregado doméstico e segurado especial, cálculo de contribuições e emissão de guias. Pelo PREVNet é possível também requerer o salário-maternidade e imprimir a Certidão Negativa de Débito e, também, a Carta de Concessão e a Memória de Cálculo do benefício solicitado.

No PREVNet o trabalhador pode consultar sua conta individual de contribuições (PREVCidadão) e fazer cálculo do valor mensal do benefício que pretendente requerer. Natural do Maranhão, Moisés Viana começou a trabalhar muito cedo, mas sem registro na Previdência Social. Por este motivo, ao completar 65 anos, optou por solicitar Aposentadoria por Idade, uma vez que não cumpriu o tempo mínimo exigido para o benefício da Aposentadoria por Tempo de Contribuição, que é de 35 anos.

Há 17 anos sem visitar a terra natal, Moisés Viana pretende, agora que está aposentado, rever os familiares que deixou nas cidades de Imperatriz, Pedreira, Barra do Corda e na Capital de São Luiz do Maranhão.

Casado pela segunda vez, o eletricista quer agora regularizar a situação da sua esposa, Eidy Nogueira, junto à Previdência Social, uma vez que ela trabalha em casa, na confecção de doces, salgados e bolos para aniversários e casamentos. O novo aposentado não quer deixar a esposa apenas como sua dependente, com direito a pensão. Pretendente que, futuramente, ela possa também usufruir da sua própria aposentadoria.(MCPC/JEF)

(Fonte: Agência de Notícias da Previdência Social – Manaus, 5/8/2004)